domingo, 24 de maio de 2009

DESABAFO DE UM IDOSO


Meu conceito sobre " arte", proposto neste blog,  vai muito mais além de postar fotos de decoração, artesanato, econômica doméstica etc...Acho que a " arte da escrita" privilégio de poucos para o engrandecimento de muitos diz mais que aquela expressa através de fotos, conceitos sobre modismo, sobre o que está certo ou errado , porque é genuína; não busca tendências, não dita regras  mas exprime os sentimentos quase sempre saídos da alma. Assim,
recebi o texto abaixo e preciso dividir com todos os que firmam presença nesse meu humilde espaço, pelo conteúdo rico em essência e verdade!


Desabafo de um idoso....


Estou velho.
Não gosto dos sem terra. Dizem que isto é ser reacionário,
mas não gosto de vê-los invadindo fazendas, parando estradas, ocupando linhas de trens, quebrando repartições públicas, tentando parar o lento progresso do Brasil.

Estou velho.
Não acredito em cotas para negros e índios. Dizem que sou
racista. Mas para mim racista é quem julga negros e índios incapazes de competir com os brancos em pé de igualdade. Eu acho que a cor da pele não pode servir de pretexto para discriminar, mas também não devia ser fonte para privilégios imerecidos, provocando cenas ridículas de brancos querendo se passar por negros.

Estou muito velho.
Não quero ouvir mais noticias de pessoas morrendo de dengue. Tapo os ouvidos e fecho os olhos, mas continuo a ouvir e ver. Não quero saber de crianças sendo arrastadas em carros por bandidos, ou de uma menininha jogada pela janela em plena flor de idade. Ou de meninos esquartejaos pelos pais por serem "levados"...             
Meu coração não tem mais força para sentir emoções. Me sinto mais velho que o Oscar Niemeyer. Ele, velho como é, ainda acredita em comunismo, coisa que deixou de existir. Eu não acredito em nada.

Estou cansado de quererem me culpar por não ser pobre, por ter casa, carro, e outros bens, todos adquiridos com honestidade, por ser amado por minha mulher e filhos.
Nada mais me comove... Estou bem envelhecido.

E acabo de cometer mais um erro ! Descobri que ainda sou capaz de me comover e de me emocionar. O patriotismo de uma jovem de Joinville usando a letra do Hino Nacional para mostrar o seu amor pelo Brasil me comoveu.

            --------------------------------------------------------

Na cidade de Joinville houve um concurso de redação na
rede municipal de ensino. O título recomendado pela professora foi:

"Dai pão a quem tem fome".

Incrível, mas o primeiro lugar foi conquistado por uma
menina de apenas 14 anos de idade. E ela se inspirou exatamente na letra de nosso Hino Nacional para redigir um texto, que demonstra que os brasileiros verde amarelos precisam perceber o verdadeiro sentido de patriotismo. Leiam o que escreveu essa jovem. É uma demonstração pura de amor à Pátria e uma lição a tantos brasileiros que já não sabem mais o que é este sentimento cívico.
 

 "
Certa noite, ao entrar em minha sala de aula, vi num mapa-mundi, o nosso Brasil chorar:
O que houve, meu Brasil brasileiro ? Perguntei-lhe !
E ele, espreguiçando-se em seu berço esplêndido, esparramado e verdejante sobre a América do Sul, respondeu chorando,
com suas lágrimas amazônicas: Estou sofrendo. Vejam o que estão fazendo comigo...
Antes, os meus bosques tinham mais flores e meus seios
mais amores. Meu povo era heróico e os seus brados retumbantes. O sol da liberdade era mais fúlgido e brilhava no céu a todo instante.
Onde anda a liberdade, onde estão os braços fortes ?
Eu era a Pátria amada, idolatrada. Havia paz no futuro e
glórias no passado. Nenhum filho meu fugia à luta. Eu era a terra adorada e dos filhos deste solo era a mãe gentil.
Eu era gigante pela própria natureza, que hoje devastam e
queimam, sem nenhum homem de coragem que às margens plácidas de algum riachinho, tenha a coragem de gritar mais alto para libertar-me desses novos tiranos que ousam roubar o verde louro de minha flâmula.
Eu, não suportando as chorosas queixas do Brasil, fui para
o jardim. Era noite e pude ver a imagem do Cruzeiro que resplandece no lábaro que o nosso país ostenta estrelado. Pensei... Conseguiremos salvar esse país sem braços fortes ? Pensei mais... Quem nos devolverá a grandeza que a Pátria nos traz ? Voltei à sala, mas encontrei o mapa silencioso e mudo, como uma criança dormindo em seu berço esplêndido.'
Photobucket

14 comentários:

  1. Dolly
    Sensacional. Tanto o texto do idoso (acho que tô ficando velha), também não tenho mais paciência de assistir a tanta tragédia.
    O texto da garota de Joinville é a prova que faltava, ou uma triste constatação de que tinhamos muitas esperanças e lutamos por muitas coisas...Agora tô achando o tempo curto demais...
    Adorei o post! Adorei mesmo.
    beijos no seu coração.
    Boa Semana

    ResponderExcluir
  2. que post perfeito,querida. beijos

    ResponderExcluir
  3. Ola,
    boa tarde

    adorei esta sua mensagem, perfeito .
    parabens por compartilhar sua sensibilidade conosco amigas .

    bom final de domingão.

    bjos cassia

    ResponderExcluir
  4. Oi Querida!
    Interessante os textos.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dolly!
    Oh! Devo estar velha também, porque me vi no desabafo que lemos no texto. E muitas vezes, infelizmente, deixo de conhecer o que é o sentimento do patriotismo. Muito do que vejo acontecer no Brasil me entristece profundamente...

    Nossa! Adorei a dica para a festa em Agosto. Já procurei na internet as informações e já salvei tudinho. Quem mais quer ir sou eu!

    Sobre o pavilhão japonês no ibirapuera, das vezes em que fui ao parque, sempre nos finais-de-semana, ele estava fechado. :(
    Pensei até que estava desativado. Da próxima vez que eu for ao parque, me informarei melhor sobre os dias de abertura ao público.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Me vi nesse texto do idoso, em tudo!
    A menina tem apenas 14 anos?
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Dolly!
    Adorei seu post!
    Quero agradecer pelo tempo a mim dedicado! :D
    Consegui o que eu queria.. depoimentos verdadeiros, de pessoas sinceras! Muito Obrigada!!!

    Bjão

    ResponderExcluir
  8. Dolly querida. Você sempre colocando nossas cabecinhas para pensar né? Me vi muitas vezes no Desabafo... E a menina de apenas 14 anos? É verdade mesmo? Gostei muito do post viu?
    Em relação a minhas "artes", acho que o maridoco gosta sim, sempre me elogia e nunca implica com minhas invenções hahaha. Bjokas amiga.

    ResponderExcluir
  9. Querida Dolly, a arte da escrita é um grande dom e esta belissima mensagem so' confirma o que voce disse acima.
    Um grande abraço.
    Léia

    ResponderExcluir
  10. Oi Dolly

    Também acho que estou ficando velha...esse texto diz tudo que estamos cansados mesmo.
    E a redação desta menina catarinense...Maravilhosa!!!
    Como disse a Ruby, sempre nos colocando na reflexaõ...
    Te encontrei nos comentarios de blogs que visitei no sabad e domingo..Lá na Luana do quero ser organizada,e tanbém dei meu recadinho pra ela...
    e no blog da lita, onde mandasse fotos das tuas janelas...assim fiquei sabendo mais um pouquinho de ti...

    Bju amiga, vou ver minhas fotos e me inspirar pra postar!
    ana maria

    ResponderExcluir
  11. Querida Dolly, eu me sinto uma velhinha tb , penso da mesma forma, e já não aguento mais ver tanta injustiça e desgraça nesse pais, que a menina tão bem relata em seu texto e que foi esquecido pelos bravos brasileiros.
    Quanto ao flagra do meu maridinho, não é a primeira vez que flagro fazendo fotos de bolo, da casa , ele agora pega a maquina e sai tirando foto de tudo, com intenção de fazer post . Ele adora os comentários e fica lendo tudo, vai ficar radiante quando ver os do sue bolo, só viu ontem a noite e hoje já tem mais uns quantos hehheh. Vai ficar todo orgulhoso. Outro dia já fez um bolo e na hora de desenformar estragou , ai ficou frustrado, como o de ontem deu certo , ele tava eufórico tirando fotinhos hehheh. bjs Leila

    ResponderExcluir
  12. Santinha, Cassia, Angela esse maravilhoso texto nos faz entender quão importante é a leitura, a cultura a permanência do jovem nos bancos escolares; e como brasileiros, mães, irmãs devemos lutar para que todas as crianças tenham acesso livre à educação e cada dia mais exigir a capacitação dos professores e a qualidade do ensino. Certo que em outras regiões mais pobres deste Brasil as crianças não teriam tanta desenvoltura para escrever texto com mensagem tão profunda como esse.
    Boa semana a vcs, bjs

    ResponderExcluir
  13. Lidiane, Lourdes, Luana, Ruby, Léia, Ana, Leila
    O texto nos convida á reflexão ainda que de mãos e pés atados porque promover uma educação de qualidade não está nas nossas mãos. O texto da menina catarinense só vem corroborar a importância da leitura para a formação do intelecto das crianças. Certo que essa menina é um dos poucos fenômenos da atualidade que se integra das reais crises dessa nação que a passos largos está nos conduzindo ao pélago profundo do desrespeito, da imoralidade, da corrupção fazendo com que cidadãos de bens como nós, sintamo-nos flagelados com tanta negligência, descaso e abandono por parte de nossos governantes.
    boa semana a todas
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Adorei este blog. A chama acesa com este som me enfeitiçou. O desabafo é tudo o que penso. Obrigada.

    ResponderExcluir

Adoraria ler um comentário seu...